Covid-19: BRF reforça medidas de proteção

A BRF reforçou as medidas de proteção já adotadas em suas unidades desde o início da pandemia. Para garantir a segurança e a proteção de toda a cadeia do alimento, que vai do campo até a mesa do consumidor, a empresa intensificou a testagem ativa dos colaboradores, que agora ocorre em todas as plantas no País, e os procedimentos de medição de temperatura, que devem ser feitos antes de os colaboradores saírem de casa, na entrada dos transportes e na chegada às unidades por meio de câmeras de temperatura – equipamentos recém-adquiridos pela Companhia.

Para apoiar as ações nas unidades, a BRF conta com a consultoria do infectologistas Dr. Esper Kallas e do Hospital Israelita Albert Einstein, referência no Brasil no estudo e no tratamento dos casos de COVID-19. A instituição atua tanto no desenvolvimento de estratégias de saúde, com foco em conter a disseminação do vírus entre os colaboradores, como por meio da adoção de protocolos e na coordenação da testagem.

A aferição de temperatura é outra preocupação da Companhia, uma vez que o estado febril é um dos sintomas do novo Coronavírus. Para isso, foram instaladas câmeras de temperatura, que fazem a medição logo na entrada das unidades, substituindo os termômetros, facilitando o processo e evitando aglomerações. Os colaboradores também estão sendo orientados a medir a temperatura antes de sair de casa e, no caso de alteração, a empresa deve ser avisada. A tomada de temperatura ainda é realizada antes de os funcionários entrarem nos veículos fretados que os levam até as fábricas, que já circulam com metade da sua capacidade, possibilitando o afastamento social entre os passageiros.