Secretária de Saúde de Herval diz que hospital de Concórdia está lotado e pacientes podem ser transferidos para Joaçaba

A Secretária de Saúde de Herval d’Oeste, Marise Lange, revelou nesta sexta-feira (24) uma nova preocupação de logística destinada a pacientes vítimas de coronavírus na região da AMMOC. De acordo com ela a Gerência Regional de Saúde informou os prefeitos da região que o Hospital Universitário Santa Teresinha (HUST) deverá começar receber pacientes do município de Concórdia que estaria com sua capacidade de internamento esgotada. Concórdia, segundo a secretária, tem 10 leitos e todos já estariam ocupados. O hospital referência regional mais próximo seria em Joaçaba e depois Lages. Em Joaçaba, até esta sexta-feira, dos 6 leitos de UTI, 2 estão ocupados e no momento o HUST teria condições de receber pacientes. A maior preocupação é que os portadores de Covid que dão entrada nas unidades de tratamento intensivo, com quadro grave, necessitando de respiradores, ficam internados em média 20 dias. Outra preocupação revelada pela secretária é com a remoção e transferência dos pacientes da região de Concórdia para Joaçaba ou de Joaçaba para Lages. Existe a necessidade de ambulâncias equipadas com respiradores e somente Joaçaba teria através do SAMU e poucas disponíveis. A reunião da Gerência de Saúde com os prefeitos foi para deixar os chefes dos poderes executivos cientes da situação. Por Joaçaba ser um hospital referência, vai ter que absorver pacientes também de outras regiões em caso de necessidade. Depois que esgotar as vagas, o hospital mais próximo é Lages.

Concórdia nega lotação de hospital

Em nota publicada no site da Rádio Atual FM, a Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Concórdia diz que a informação de lotação não é verdadeira. Até o momento o hospital São Francisco estaria conseguindo atender toda a demanda. 

Concódia está com 20 casos confirmados de Coronavírus.

Por Marcelo Santos