Ampliação do Aeroporto e Pavimentação da Nunes Varella geram divergências. Saiba porque

A obra de ampliação do Aeroporto Santa Terezinha de Joaçaba, ainda não “decolou”, mas já “aterrissou” numa polêmica balizada por um grupo de pessoas e lideranças que estão preocupadas com o futuro do sítio aeroportuário e com o dinheiro público.

Conforme já amplamente noticiado, a Secretaria Nacional de Aviação Civil, órgão do Ministério da Infraestrutura, autorizou o procedimento licitatório para o Aeroporto. A empresa vencedora do certame foi definida esta semana e é a EPC Iguatemi. Serão investidos cerca de R$ 16 milhões no projeto que inclui a reforma do sistema de pistas, alargamento da pista de pouso de 18 metros para 30 metros, regularização das faixas de pista, sinalização horizontal e vertical e balizamento luminoso.

 

Área marca ideal para ampliação atingiria rua
Área para ampliação atingiria rua Nunes Varella

A preocupação de algumas lideranças, que inclusive estudam ingressar com uma ação popular, segundo informações apuradas pela nossa reportagem, é com a rua Antônio Nunes Varela que passa nos fundos do Aeroporto. A rua vai ser pavimentada através de um projeto financiado pela administração junto a Caixa Econômica Federal. As lideranças entendem que esta rua teria que ser desviada para dentro de uma área privada, que precisa ser desapropriada, pois caso contrário o chamado “sítio aeroportuário” poderia ficar restrito de ampliação no futuro, ou em outra hipótese, caso venha ser ampliado, possibilitando movimentação de aeronaves maiores, a pavimentação seria aterrada e o dinheiro investido no momento “jogado” fora. A ideia é desviar a rua, deixando esta margem de ampliação futura para o Aeroporto onde seriam instalados um pátio para aeronaves, terminal de passageiros, estação de embarque e estacionamento de veículos. Existe inclusive pleitos em Brasília para mais recursos, na ordem de R$ 20 milhões, para esta ampliação. Um projeto de desvio da rua, segundo apurado pela nossa reportagem, já teria sido feito ainda em 2015 pela equipe de engenharia da AMMOC. A administração municipal optou em executar a pavimentação da Nunes Varela sem projetar o desvio da mesma naquele trecho, fato que gerou descontentamento e preocupação.

 O que diz a prefeitura
O Secretário Municipal de Desenvolvimento e Inovação, Michel Carlesso Avila, disse a Rádio Catarinense que a Nunes Varela será uma via de acesso ao Aeroporto e também aos bairros das imediações. Segundo ele junto a Secretaria de Aviação Civil no momento não existe nenhum projeto para novas ampliações. “Eles pautam que o Aeroporto Santa Terezinha teria condições de trabalhar com voos regionais e nós temos outras áreas dentro do aeroporto, não precisando utilizar deste outro lado, como era previsto, podemos ampliar no mesmo lugar que ele está” explicou o secretário. Michel Avila citou que existe uma área atrás dos angares possível de expansão. “Só levar o terminal de passageiros para o outro lado seriam necessários cerca de R$ 20 milhões, mas com o terminal que tem hoje nós conseguimos atender com aviação regional, com aviões de até 40 lugares, mas com algumas melhorias,  ampliação para as laterais, temos condições de dar uma qualidade para a aviação regional” explicou ele.

Enquanto as lideranças e pessoas que questionam o fato estão “taxiando’ na pista (se movimentando) em busca de reverter a situação, a obra da rua Antônio Nunes Varela segue conforme o cronograma definido em edital e já em execução.

Por Marcelo Santos

Mapa sugerindo desvio da rua
Mapa sugerindo desvio da rua prevendo futura ampliação do Aeroporto