VALE SAMBA não participará do desfile em 2020

A Liga Independente das Escolas de Samba de Joaçaba e Herval d ‘Oeste, recebeu no fim da tarde desta segunda-feira (21) o comunicado oficial da Escola de Samba Vale Samba desistindo da participação do Carnaval em 2020.  Leia abaixo o comunicado enviado a LIESJHO:

“COMUNICADO

A Vale Samba vem a público trazer informações relativas ao Carnaval de 2020.Nos últimos anos a Escola tem tido dificuldades mas com muito esforço e grande apoio da comunidade, a Vale Samba conseguiu retornar à avenida em 2019 e proporcionar um bonito desfile, como sempre realizou em toda a história do Carnaval de Joaçaba.Para o ano de 2020, a Escola vem trabalhando incansavelmente na captação de recursos a fim de possibilitar a participação no Carnaval do próximo ano. Apesar dos grandes esforços realizados, inclusive a LIESJHO não medindo esforços nessa questão, a obtenção dos recursos não foi suficiente, portanto por decisão unânime da Diretoria da Vale Samba, informa que não desfilará em 2020.Agradecemos a compreensão e o apoio de todos que ajudaram e que ainda ajudam a Escola a ser essa grande referência do Carnaval de Joaçaba. Esperamos que essa situação possa ser diferente até o ano seguinte e que a Vale Samba possa se fazer presente no Carnaval de 2021.Att,
Associação Cultural Esportiva e Recreativa Escola de Samba Vale Samba”.

O presidente da “Azul e Branca”, Arli Carlos da Silva justificou essa decisão da diretoria da agremiação, alegando falta de dinheiro, ou seja, “hoje nós precisamos de R$ 150 mil fora o recurso que é dado pela Prefeitura, para participarmos do carnaval de Joaçaba em 2020″, ressaltou ele.

Arli disse ainda que a decisão num primeiro momento é irreversível e vale apenas para o carnaval do ano que vem. “Em 2021 esperamos retornar novamente para a avenida e participar do desfile das escolas de samba, mas nesse momento, só temos a agradecer as pessoas que não mediram esforços para que a Vale Samba não deixasse de desfilar em 2020, e em especial a toda a família “Azul e Branca”. Nossa atual diretoria tende a fazer as coisas com os pés no chão. Não é nossa intenção deixar dívidas como aconteceu com outras diretorias no passado. Por isso a escola está nesta situação hoje”, concluiu Arli da Silva.

Por Julnei Bruno