IGP de Joaçaba será transferido para o prédio da ADR

O Instituto Geral de Perícias de Joaçaba (IGP), que funciona na rua Salgado Filho, próximo ao Hospital Universitário Santa Teresinha (HUST) vai ser transferido para o prédio da Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) na avenida Rio Branco. Com a desativação da ADR, no novo projeto de estruturação proposto pelo Governo do Estado, o imóvel ficaria ocioso. Como o IGP não tem sede própria, agora poderá usar da estrutura ampla do prédio.

A informação foi confirmada a Rádio Catarinense FM na tarde desta quarta-feira (10) pelo perito chefe do IGP, Alexandre Tobouti. “Foi uma decisão técnica e acertada, pois temos muitos serviços e atividades disponíveis para a população que precisa de acesso fácil e este é o caso deste novo imóvel” comentou ele. O órgão realiza anualmente a emissão de 8.000 carteiras de identidade (RG), 1.320 pericias médicas no IML e cerca de 950 pericias criminais em local de roubo/furto, documentos falsificadas, carros adulterados, locais de incêndio , locais de homicídio, e danos em patrimônio. Com a sede na Rio Branco, o acesso da população será mais fácil em razão da localização estratégica.

Além do IGP, vão funcionar no prédio o SINE, DEINFRA e o pólo da UDESC. Como há necessidade de instalar laboratórios e salas especiais e adequados para exames e atendimento para a população, o processo de transferência para o novo local vai demorar um pouco. O órgão vai ocupar cerca de 390 metros quadrados.  A economia será de mais de R$ 85 mil por ano, valor gasto atualmente no imóvel na Salgado Filho.

O IGP espera agora também a contratação de mais dois peritos criminais e dois peritos médicos legistas.

Por Marcelo Santos

index