Caminhão da Sorte da Caixa Econômica Federal estará em Joaçaba no mês de outubro

Caminhão da Sorte da Caixa Econômica – imagem internet

Trinta e três toneladas, 18 metros de comprimento, cinco mil quilômetros rodados por mês. Esses são apenas alguns números do Caminhão da Sorte da Caixa Econômica Federal (CEF). Este gigante, estará estacionado na praça em frente ao Colégio CERT de Joaçaba no período de 8 a 13 de outubro, onde irá realizar os sorteios das Loterias da Caixa.

As apostas nas Loterias Federais podem ser feitas em qualquer lotérica do país, ou até mesmo no próprio Caminhão da Sorte, que possui uma unidade móvel de apostas funcionando até uma hora antes dos sorteios.

Conseguimos trazer o Caminhão da Sorte para Joaçaba, devido ao grande movimento registrado nas casas lotéricas do município e da região. A população daqui gosta muito de apostar. Então isso pesou na hora de fazer a escolha dos municípios que receberão o Caminhão da Sorte no mês de outubro”, resumiu Leandro Damo, gerente da agência da Caixa Econômica Federal de Joaçaba.

Na segunda-feira, dia 8 de outubro, a partir das 20h acontecerá o sorteio da Quina ao vivo. Na terça-feira, dia 9 o sorteio será da Lotomania, Timemania e Quina.

Na quarta-feira, dia 10 os sorteios serão da Loto Fácil e da Mega Sena.

Na quinta-feira, dia 11 o sorteio será da Dupla Sena e Quina.

Na sexta-feira, dia 12 acontecerá o sorteio da Loto Fácil e da Quina.

Já no sábado, dia 13, último dia do Caminhão da Sorte em Joaçaba o sorteio será da Loteria Federal, Dupla Sena, Timemania, Quina e Mega Sena.

O Caminhão da Sorte está na estrada desde a década de 1980 e já visitou todos os estados brasileiros. Somente em 2017, foram 40 cidades visitadas, cinco mil quilômetros rodados por mês reunindo um público de mais de 20 mil pessoas. Além dos sorteios, o Caminhão promove gincanas, brincadeiras e distribui brindes para o público durante toda a semana.

Auditoria popular

Com o Caminhão da Sorte, além de assistir aos sorteios ao vivo, o público tem a oportunidade de participar e fiscalizar o evento. Para cada dia de sorteio, uma pessoa do público é convidada a atuar como auditor popular do processo.

Os auditores populares fiscalizam a abertura das maletas com as bolinhas lacradas, verificam o peso, a colocação das bolinhas no globo e confirmam cada número sorteado. Ao final do sorteio, os auditores populares assinam e acompanham a transmissão dos documentos do sorteio à matriz da Caixa, em Brasília, para validação de todo o processo – que ainda é auditado por uma empresa privada. Após o evento, as bolinhas são novamente lacradas em uma maleta, que é guardada no cofre do caminhão, sempre sob supervisão dos auditores populares.

Por Julnei Bruno