Garagista de Joaçaba é preso pela Polícia Civil

Um garagista de Joaçaba foi preso preventivamente na tarde desta quarta-feira (05) pela Polícia Civil. Ele é investigado por indícios de supostos crime de estelionato com a prisão sendo decretada com ordem judicial. O caso está sendo investigado pela delegada Fernanda Gehlen da Silva que deverá revelar mais detalhes da operação à imprensa no decorrer desta quinta-feira (06). O garagista, que comercializada veículos na rua Sete de Setembro, teve seu estabelecimento interditado temporariamente. Ele foi ouvido pela polícia e as diligências estão em curso, por isso detalhes da operação estão sendo mantidos em sigilo.

Quem é o empresário?
Quanto ao nome, a Rádio Catarinense mantém sua postura editorial de só identificar o autor após processo Transitado em Julgado, para evitar uma condenação pública sumária. Quem condena não é a imprensa e sim o Judiciário. Para evitar prejuízos maiores, e até demandas por danos morais e materiais, caso o referido empresário venha ser inocentado desta acusação, é prudente e cauteloso, preservar o anonimato. Vale destacar, que existe apenas um início de investigação. Não estamos protegendo ninguém! Só estamos agindo e fazendo jornalismo com responsabilidade. (Marcelo Santos)

*Trânsito em julgado é uma expressão jurídica usada para uma decisão ou acórdão judicial da qual não se pode mais recorrer, seja porque já passou por todos os recursos possíveis, seja porque o prazo para recorrer terminou ou por acordo homologado por sentença entre as partes.