Prefeito de Joaçaba fala sobre a área da educação e o possível fechamento de algumas escolas

Prefeito Dioclésio afirma estar esperando proposta dos educandários

Em entrevista coletiva na tarde desta quarta-feira (11) em seu gabinete, o prefeito de Joaçaba Dioclésio Ragnini, acompanhado da secretária da Educação, Marilena Detoni e de outros integrantes do primeiro escalão, falou sobre a área da educação, como é o caso de investimentos realizados até agora pela sua administração e principalmente, Ragnini analisou esta situação de um possível fechamento de alguns educandários, dentre eles, a escola do distrito de Santa Helena.

Durante toda a sua explanação, o prefeito joaçabense falou de uma readequação do ensino em Joaçaba, para melhorar coletivamente a educação.

Temos que pensar no bem do município e não somente para algumas pessoas. A nossa proposta é de investimento na educação. Queremos enxugar em algumas coisas e devolver isso em investimentos, como é o caso no aumento no número de vagas em creches”, afirmou o prefeito.

Dioclésio confirmou que a intenção é abrir 90 novas vagas, sendo que atualmente seria necessário 80 vagas. “Acreditamos que com a abertura de novas empresas no município, o número de pessoas procurando por vagas em creches na nossa cidade deve aumentar”.

Em se tratando do possível fechamento de alguns educandários, como é o caso da Escola Municipal Anita Lopes Vieira no distrito de Nova Petrópolis, Frida Regensburguer e Escola Municipal Nossa Senhora de Lourdes, o prefeito disse estar esperando a contraproposta dos representantes destas escolas, para que o fechamento não venha a ocorrer ao final deste ano.

Vamos esperar até a próxima segunda-feira (16) para recebermos a proposta dos representantes de Santa Helena. Mas, esperamos que a proposta destas pessoas que representam este e os outros educandários, sejam adequadas com o nosso projeto”, afirmou o Ragnini.

Quando a uma impopularidade com esta decisão, o prefeito joaçabense afirmou que neste momento precisa se ter coragem para tomar certas atitudes. “Eu tenho certeza que muita gente não gosta da atitude que nós estamos tomando, mas uma grande parte com certeza vai gostar, porque estamos lidando com dinheiro público que é de toda a população de Joaçaba, então, todos que moram no município tem o dinheiro de ter essa melhoria no ensino de Joaçaba”.

Finalizando, Dioclésio Ragnini analisou os comentários sobre um possível desmembramento da comunidade de Santa Helena, que ameaça anexar-se a Catanduvas ou Jaborá, caso venham a perder a escola.

Nós não abandonamos Santa Helena e o interior de Joaçaba. Prova disso é que todas as comunidades já foram beneficiadas pela nossa administração. Não é por causa de 21 alunos que tem na escola que nós estamos trabalhando contra Santa Helena, em hipótese alguma. Agora eu acho que tem algumas pessoas dentro dessa comunidade que precisam entender que realmente é necessária essa mudança, para que toda a Joaçaba comece a realmente se desenvolver”, concluiu o prefeito.

Por Julnei Bruno

Foto: Assessoria de Imprensa PMJ