BR-153: Motorista denuncia que produtos estariam sendo despejados no asfalto para “forçar” acidentes

Sigfredo Schulze, 49 anos, motorista da cidade de Videira se acidentou na região de General Carneiro/PR, na BR-153 no último dia 27 de fevereiro. Seria só mais um acidente para as estatísticas, se não fosse um detalhe: a rodovia pode ter sido sabotada para que o caminhão dele tombasse.

Infelizmente, essa é mais uma parte triste da realidade das nossa rodovias. O saque de carga virou uma profissão, onde bandidos roubam e revendem todos os tipos de produtos.

No caso de Sigfredo, que rodava na tarde do dia 27, o caminhão perdeu aderência no eixo dianteiro, rodou e capotou na beira da rodovia. O condutor de Videira não teve ferimentos e o caminhão estava vazio na hora do acidente, mas isso não impediu que até um chicote elétrico do veículo fosse roubado.

Após o ocorrido, o motorista fez um vídeo (assista abaixo) e publicou nas redes sociais denunciando o uso de soda cáustica e óleo diesel em trechos de curvas para causar acidentes com caminhões e carretas. Ao caminhar um pouco na lateral da rodovia, logo avistou um frasco vazio de soda cáustica. O material é usado para fazer sabão e, apesar de altamente corrosivo e tóxico, é um produto com venda liberada em qualquer mercado.

Em contato com a água e resíduos da rodovia a soda se transforma em uma pasta muito escorregadia até que vai sendo diluída na água e desaparece, praticamente sem deixar vestígios, diferente do diesel, que deixa marcas no asfalto.

A região de General Carneiro é conhecida pelo alto número de acidentes e pela quantidade de saques de cargas. Em Junho de 2016 um caminhão havia sofrido uma colisão frontal e estava parado na rodovia sem danos na carroceria foi tombado por ladrões. Os bandidos furtaram os suínos vivos que estavam na carroceria. A polícia chegou depois, mas não pode fazer mais nada. Mais de 200 pessoas teriam participado do crime. (Informações Atual FM)