Vereador assume prefeitura de Joaçaba e volta atrás: “Ficarei prefeito só até dia 1º”

SAM_1046Joaçaba tem novo prefeito. O vereador Jucelino Ferraz (PP) assumiu na manhã desta segunda-feira (21) o comando da prefeitura por um período de 20 dias. A transmissão de cargos aconteceu no gabinete com a presença de convidados e de secretários do primeiro escalão. Como o vice-prefeito Marcos Weiss também estará ausente neste período, coube ao presidente da Câmara assumir como prefeito. “Na verdade é a realização de um sonho, pois todo mundo que entra na política sonha em ser prefeito” comentou Ferraz.

Durante entrevista a Rádio Catarinense ele disse que vai tentar se empenhar para dar continuidade aos trabalhos que estão em andamento e implantar novas ações. Entre as ações estão algumas licitações travadas, como por exemplo, a construção da casa mortuária de Nova Petrópolis, licitação de salas na rodoviária e também vai tentar viabilizar um projeto se sinalização da cidade e interior paga por patrocinadores. “Vou me inteirar da situação e ver porque estas questões não andam” destacou ele.

Prefeito até dia 1º
Jucelino Ferraz, que na sexta-feira disse a Rádio Catarinense que permaneceria no cargo até a volta do prefeito Rafael Laske dia 12 de abril, abrindo mão da pretensão de disputar as eleições de outubro, mudou o discurso. Durante a posse nesta segunda-feira ele disse que ficará como prefeito a princípio até o dia 1º de abril às 18hs. “Até o dia 1º as 18h eu estou prefeito e onde tenho possibilidade de concorrer a qualquer cargo” disse ele. Ferraz espera que o prefeito Rafael Laske, que está saindo de férias, retorne no dia 1º evitando desta forma maiores transtornos. Pela legislação eleitoral, Jucelino Ferraz se continuar prefeito depois do dia 1º, não poderia disputar as eleições de outubro.

Resta saber agora qual será o capítulo desta novela.

Ouça o prefeito em exercício:

O que diz o prefeito
Rafael Laske disse que está com 60 de férias para gozar e disse que não pretende retornar antes de 20 dias.  Ele admitiu que houve uma conversa, mas a possibilidade está a princípio descartada em razão da viagem programada com a família. De acordo com ele a câmara tem que resolver este problema.

Ouça o prefeito Rafael Laske

Por Marcelo Santos