Fim do impasse: Presidente da Câmara ficará como prefeito em Joaçaba até 12 de abril

DSC02487Fim do impasse administrativo. Joaçaba terá apenas um e não mais três prefeitos durante as férias de Rafael Laske que inicia na próxima segunda-feira, dia 21. Em razão dos impedimentos legais, previstos pela legislação eleitoral a partir de 02 de abril, surgiram muitas dúvidas de quem poderia assumir o comando do poder executivo. No entendimento das lideranças locais, até mesmo os juízes foram cotados para tomar posse como prefeito. Depois de muitos estudos e análises chegou-se a definição de que Jucelino Ferraz (PP), atual presidente da Câmara de Vereadores,  permanecerá no cargo até o dia 12 de abril, data em que Rafael Laske retornará de férias. Com essa decisão, Ferraz abre mão de uma possível candidatura à vereador em outubro, em razão dos impedimentos legais. Ele só poderá ser candidato a majoritária.

Fontes ligadas a prefeitura dão conta de que ainda este ano o presidente da Câmara será novamente prestigiado pelo poder executivo, assumindo como prefeito mais 20 ou 30 dias nos meses de julho ou agosto. A presidência da Câmara ficará com o vereador Ademir Righi (PMDB) durante os 20 dias. Assume cadeira na câmara o suplente Alcione Marquezine (PP).

O PP é partido de oposição ao atual governo. Esta abertura proporcionada pelo PSD é sinal de uma aproximação e de que o PP estará, possivelmente, junto numa aliança nas eleições de outubro.]

Por Marcelo Santos